Justiça suspende pagamento de contrato em Búzios

Justiça suspende pagamento de contrato em Búzios
Empresa foi contratada pela prefeitura para fornecer cestas básicas. Entretanto, contrato daria prejuízo ao município

Foi suspenso pela Justiça, o pagamento para uma empresa que foi contratada pela prefeitura de Búzios para fornecer cestas básicas. O contrato milionário chamou a atenção do Ministério Público do Rio. Que afirma que o mesmo daria prejuízo de R$ 1 milhão aos cofres públicos da cidade da Região dos Lagos.

Ao todo, o contrato assinado sem licitação, foi de R$ 3,7 milhões. Tendo sido firmado entre o Fundo Municipal de Saúde e a empresa Suncoast Comércio e Distribuição de Alimentos.

As cestas têm sido distribuídas pela Prefeitura de Armação dos Búzios. Durante esse período de pandemia, como forma de diminuir o impacto da mesma nas famílias de baixa renda. Inclusive, o próprio prefeito. André Granado, anunciou o benefício por meio das redes sociais.

Entretanto, a quantidade de cestas básicas compradas chamou a atenção dos investigadores. Foram compradas 19 mil cestas para a cidade de cerca de 34 mil habitantes. E de acordo com o promotor do Ministério Público, André Navega, não houve um estudo prévio da quantidade de cestas necessárias naquele momento. Além disso, a empresa contratada também levantou suspeitas.

Ainda de acordo com o promotor, a empresa não é reconhecida no mercado, foi criada a pouco tempo e não tem funcionários. Além disso, o MPRJ descobriu que mesmo o contrato proibindo a subcontratação. Quem forneceu os produtos foi uma outra empresa e a operação acabaria por causar prejuízo aos cofres públicos. A Suncoast na verdade comprava as cestas de um fornecedor do Espírito Santo a custo de R$156. E revendia o mesmo à Prefeitura por R$ 195.

Foto: Reprodução

Author’s Posts