Witzel se reuniu com secretariado para discutir retomada de atividades econômicas

Witzel se reuniu com secretariado para discutir retomada de atividades econômicas
Reunião ocorreu no mesmo dia que governador foi alvo de operação da PF

Após ser alvo da Operação Placebo, na terça-feira dia 26, o Governador do Rio, Wilson Witzel, reuniu todo o secretariado durante a tarde. De acordo com o governo, a reunião foi para tratar da reabertura da economia do estado. Além disso, para discutir ações para ajudar a recuperar a economia do Rio de Janeiro. 

De acordo com o governador, a partir de junho, algumas medidas devem começar a ser flexibilizadas nos municípios. Contudo, levando em consideração a evolução da doença. 

"Vamos colocar à disposição auxílio para os municípios que queiram tomar  medidas mais restritivas e deixar a cargo de cada prefeito tomar a decisão que entender adequada em relação à abertura. No nosso decreto, vamos estabelecer parâmetros que devem ser observados pelos municípios para que possam tomar decisões. Se o município estiver com 90% de vagas de leitos, pode abrir a economia, mantendo barreiras sanitárias. Essa é a proposta", afirmou Wilson Witzel.

Os hospitais de campanha do Estado, que estão com atrasos também foram tratados pelo governador. Que reiterou que todos serão abertos. Inclusive o de São Gonçalo deve ser inaugurado nesta quarta-feira dia 27. E a unidade de Nova Iguaçu também deve ser inaugurada ainda nesta semana. 

Operação da Polícia Federal

Na terça-feira, a Polícia Federal deflagrou uma operação para buscar provas de superfaturamento e fraudes em contratos ligados à Saúde no Rio de Janeiro. De acordo com a decisão do MPF, há fortes indícios de que o Governador sabia dos contratos suspeitos de fraude. Portanto, a Polícia Federal cumpriu mandados de busca e apreensão em endereços ligados à Witzel. Além do Governador, também foram alvos da ação a esposa de Witzel, Helena, e o ex-secretário da Saúde, Edmar Santos.

Foto: Reprodução

Author’s Posts